Doenças sexualmente transmissíveis e saúde sexual

As doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) podem causar infertilidade e a outras complicações de saúde. De acordo com a Organização Mundial de Saúde, todos os dias são diagnosticados mais de 1 milhão de novos casos de DSTs curáveis em pessoas entre os 15 e os 49 anos1, um número que corresponde a mais de 376 milhões de novos casos por ano causadas por quatro infeções -- clamídia2, gonorreia, tricomoníase e sífilis. Mesmo com tratamentos disponíveis, estas DSTs3 têm um impacto profundo na saúde de adultos e crianças em todo o mundo. Além da infertilidade, podem ser a causa de doenças neurológicas e cardiovasculares, gravidez ectópica, nados-mortos e aumento do risco de VIH.

A proteção e a educação sexual, bem como a realização de testes de diagnóstico e tratamentos atempados são cruciais para reduzir o impacto das DSTs a nível mundial. Os testes de diagnóstico são4, frequentemente, a primeira linha de defesa. O aparecimento de testes de diagnóstico de qualidade e as abordagens inovadoras de testagem transformaram as DSTs em situações controláveis.

Referências

  1. https://www.who.int/news/item/06-06-2019-more-than-1-million-new-curable-sexually-transmitted-infections-every-day
  2. https://diagnostics.roche.com/global/en/article-listing/health-topics/infectious-diseases/sexually-transmitted-infections/chlamydia-trachomatis.html
  3. https://rochediagram.com/antimicrobial-resistance-amr-in-sexually-transmitted-infections-sti/
  4. https://diagnostics.roche.com/global/en/article-listing/health-topics/infectious-diseases/sexually-transmitted-infections.html