Cancro da mama: o mais prevalente nas mulheres em Portugal

Sete mil novos casos de cancro da mama são diagnosticados todos os anos em Portugal. São, em média, 19 novos casos por dia, novos casos que mudam vidas pessoais e familiares.

A Liga Portuguesa Contra o Cancro, com o apoio da Roche e da MOAI Consulting, realizou este ano um inquérito sobre o impacto económico e psicossocial do cancro da mama. Mais de mil pessoas responderam a este inquérito que permitiu traçar um retrato da realidade em Portugal.

A grande conclusão é a de que o cancro de mama tem um impacto significativo no bem-estar físico dos doentes na auto-perceção da imagem corporal, na vida sexual e no seu bem-estar emocional e felicidade.

Em mais de metade dos casos, os doentes viram-se forçados a adiar ou abandonar alguns dos seus projetos de vida. Mais de 20% das mulheres puseram de parte o sonho de serem mães ou de ter mais filhos.

Ao nível económico familiar, cada doente gastou em media no ultimo ano mais de 900 euros em várias necessidades relativas à sua doença, como consultas no setor privado, medicamentos ou tratamentos não convencionais.

Deixamos uma infografia que permite ter um panorama geral das principais conclusões do inquérito promovido pela Liga Portuguesa Contra o Cancro, com apoio da Roche. O estudo pode também ser consultado aqui.