O que fazer em caso de lesão ou hemorragia interna?

A maioria dos episódios de hemorragia devem ser tratados rapidamente, por três motivos fundamentais:
Quanto mais rápido for administrado o tratamento adequado, mais eficaz este será.
 
Permite evitar o desgaste das articulações e dos músculos a longo prazo.
 
Algumas hemorragias que, felizmente, ocorrem com menor frequência, podem pôr a vida em risco, como é o caso das intracranianas ou daquelas que ocorrem na garganta.
 
Em caso de hemorragia, deverá manter-se calmo e ajudar a pessoa afetada a sentir-se confortável e segura. Se se tratar de uma criança, contactar imediatamente os pais.

As pessoas com hemofilia e as suas famílias devem saber lidar de forma correta e atempada com um episódio hemorrágico, evitando perder tempo valioso. Isto é:

 

Conhecer os procedimentos de primeiros socorros para hemorragias menos graves.

 

Saber onde se dirigir, no seu local de residência ou em deslocações, para obter cuidados médicos imediatos.

 

Ao viajar, trazer sempre os documentos necessários.

 

Ter sempre à mão a informação médica relativa ao tipo de hemofilia, ao tratamento administrado e a possíveis alergias.

Garantir o acesso a tratamento adequado, bem como ao equipamento para o administrar.

Primeiros socorros para hemorragias menos graves:

REPOUSO – GELO – COMPRESSÃO – ELEVAÇÃO As 4 “palavras mágicas” para atuar na presença de uma hemorragia grave

Referências:

1. WFH Guidelines for the Management of Hemophilia, 3rd edition. 2020.Disponível em: https://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1111/hae.14046.[Consultado a 24 de setembro de 2020].

2. Srivastava A et al., WFH Guidelines for the Management of Hemophilia, 3rd edition. Haemophilia. 2020 Aug;26 Suppl 6:1-158. doi: 10.1111/hae.14046.


3. National Hemophilia Foundation. Caring for your child with hemophilia. Disponível em: https://www.hemophilia.org/sites/default/files/document/files/Caring%20for%20Your%20Child.pdf [Consultado em Setembro 2020].